Blog Bem Gasto

25 de março é uma boa alternativa para economizar?

A rua 25 de Março, no Centro Velho de São Paulo, é conhecida por oferecer os mais diversos produtos a preços baixos. Mas será que é vantajoso fazer compras por lá?


Calçados, roupas, relógios, brinquedos, óculos, artigos de papelaria, bijuteria, decoração, aviamentos, eletroeletrônicos, utilidades domésticas... a rua 25 de Março reúne cerca de 5 mil lojas que oferecem os mais diversos produtos. Em qualquer época do ano, a 25 de Março e as ruas vizinhas parecem um formigueiro humano. É gente de toda parte do país em busca de novidades a preços baixos, seja para consumo próprio, seja para revender.


Os preços são mais baixos na 25 de Março?

A fama de barateira da 25 de Março se confirma nos primeiros minutos: é difícil não se impressionar com os preços, principalmente dos produtos “modinha”, aqueles que a gente vai usar até a próxima mocinha da novela lançar outra tendência. As pochetes e bijuterias neon invadiram a rua, custando, em alguns casos, mais de 50% a menos do que no shopping.


Mas cuidado com as falsificações! Muita coisa vendida por lá é fruto de pirataria, principalmente tênis, jeans e camisetas. Ao comprar mercadoria falsa, você está contribuindo para aumentar uma cadeia criminosa, que pode envolver trabalho ilegal, contrabando, sonegação de impostos e que, em alguns casos, pode colocar sua vida em risco (como perfumes e óculos “réplicas” dos originais).



Quando vale a pena comprar na 25 de Março?

A 25 de Março é ideal para comprar decoração de festas de aniversário e artigos de comemorações sazonais – mal passou o Carnaval, as lojas já oferecem produtos de Páscoa e Festa Junina!


Como já dissemos anteriormente, os produtos “modinha” também são ótimos de se comprar por lá: bijuterias, bolsas e mochilas são apostas certeiras!

Para quem não liga para as últimas tendências de decoração, as lojas da região da 25 de Março oferecem artigos de cama, mesa e banho fora de linha, talheres, panelas e demais utensílios domésticos de coleções passadas.



Dicas para comprar na 25 de Março

- Faça uma lista caprichada do que pretende comprar na 25 de Março. E antes de ir, dê uma pesquisada nos preços na Internet. Pode ser que alguns itens que você deseja estejam em promoção em lojas on-line;


- Algumas lojas fazem desconto quando o pagamento é em dinheiro. Claro, cuide bem da sua carteira no meio daquela confusão, pois os furtos são frequentes por lá;


- 25 de Março não é lugar para criança. Se não tiver com quem deixar seu pequeno, adie as compras;


- Só vá para a 25 de Março se tiver o que fazer por lá. Zanzar pela região sem um objetivo pode causar um estrago enorme no seu bolso, principalmente para quem ama uma tranqueira (no caso, eu);


- Os estacionamentos custam o olho da cara! Tente ir de transporte público; caso tenha intenção de fazer compras volumosas, chegue muito cedo e deixe o carro no estacionamento do Mercado Municipal, que é uma Zona Azul. Duas horas de estacionamento no Mercado Municipal custa R$ 10, contra os R$ 50 cobrados, em média, pelos estacionamentos da região;


- Não limite sua garimpagem somente na 25 de Março. As ruas próximas têm lojas com preços ainda mais convidativos;


- Emendas de feriado são os piores dias para circular pela região, uma vez que tem muita gente de fora de São Paulo que aproveita os dias livres para fazer compras;



- Alguns estabelecimentos abrem aos domingos de manhã, principalmente os da rua Barão de Duprat. Para quem precisa economizar e não suporta muvuca, pode ser uma alternativa.

Agora que você já tem as dicas para fazer compras incríveis na 25 de Março! Aproveite!

0 visualização