Blog Bem Gasto

Afinal de contas, o que é CDI?

Para você que está iniciando agora no mundo da educação financeira e, consequentemente, dos investimentos, já percebeu que existe uma sopa de letrinhas para definir produtos bancários, taxas e investimentos.


E se ficou interessado em renda fixa mais cedo ou mais tarde vai se deparar com o famoso CDI. Mas afinal o que significa esta sigla e na prática como ela interfere em meus investimentos?

CDI é a sigla para Certificado de Depósito Interbancário.


Para entender o que é CDI você precisa saber que as instituições financeiras (os bancos, por exemplo) fazem empréstimos entre si.


Explicando: No fim de cada dia uma determinada instituição teve uma quantia de saques superior aos de depósitos, enquanto em outra ocorreu o contrário. Nesse caso, para equilibrar o caixa a instituição que necessita de dinheiro pega emprestado do banco que tem dinheiro sobrando. A remuneração por esse empréstimo é o chamado CDI. Não há nada de errado nisso, inclusive a prática é regulamentada pelo Banco Central.


A IMPORTÂNCIA DO CDI


A taxa CDI reflete o custo que os bancos têm para captar dinheiro no mercado, portanto a variação da sua taxa impacta no meu e o no seu bolso quando precisamos tomar dinheiro emprestado do banco através de empréstimo ou financiamentos.


Quanto maior for a taxa de CDI paga pelo banco, pode ter certeza de que os juros do seu empréstimo ou financiamento ficarão mais altos e. Na mesma proporção, quando a taxa de CDI diminui, o banco tende a facilitar o acesso do cidadão a linhas de crédito ofertando taxas de juros menores a seus clientes.


Cabe ao Banco Central acompanhar de perto as transações de CDI para evitar discrepâncias em relação a taxa básica de juros da economia Brasileira, a taxa Selic. O Banco Central pode ofertar ou demandar empréstimos para impedir flutuações muito acima ou muito abaixo da meta Selic. Dessa forma o CDI sempre esta muito próximo a taxa Selic vigente no momento, em abril de 2019 o CDI estava em 6,4% ao ano.


CDI E OS SEUS INVESTIMENTOS


Para nós, investidores pessoa física, o CDI não é um investimento mas é uma taxa referencial usada como base para remuneração de outros investimentos, que por sua vez permitem acesso de pessoas físicas. Os mais comuns são: CDB, LCI, LCA e fundos de investimento em renda fixa.


Já ouviu ou leu sobre algum CDB que paga 100% do CDI? ou 80 % do CDI? Ou ainda 120% do CDI?


Se uma aplicação rende 100% do CDI significa que esta rendendo 6,4% ao ano. Se rende 80% do CDI significa que esta rendendo 5,12% anualmente (6,4 * 0,8) e por fim se rende 120% do CDI significa 7,68 % por ano (6,4 *1,2).

Dica: qualquer rendimento abaixo de 100% do CDI não é vantajoso para o investidor pessoa física pois é possível obter rentabilidade maior e com menor risco através do Tesouro Direto Selic. Essa é a principal aplicação do entendimento do CDI em nossas finanças.


Alguns termos do mercado financeiro podem dar uma ideia de complexidade, mas a sua aplicação é muito mais simples do que se imagina é o preço de não entender sempre é mais caro do que buscar informações e educação financeira.


Não se deixe intimidar pela falta de conhecimento, estamos aqui para ajuda-lo!


Leandro Silva

MBA em economia e setor financeiro. Acredita que finanças pessoas são um dos pilares para o bem estar da sociedade.

Voluntário da Bem Gasto

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/leandro-dos-santos-silva-aa94a2112

Instagram: leandrodsantoss




46 visualizações