Blog Bem Gasto

Como aproveitar o feirão Serasa e renegociar dívidas

Êta passeio bão… pro bolso!


Amigas e amigos, tudo bem?


Imagine você passeando por uma praça famosa de São Paulo, em um bairro com várias atrações legais. Vê algumas barracas, algumas pessoas conversando nos diversos quiosques, fica curios@ e vai checar… Que será que é?



Uma feirinha gastronômica? Gente vendendo artesanato? Uma feira, talvez…Bom, poderia até ser alguma destas alternativas, e até que elas são boas para o bolso, no sentido de muitas vezes venderem coisas boas e baratas. Mas não é isso - é AINDA MELHOR para o seu querido dinheirinho. Sabe o quê?

Uma feira de renegociação de dívidas. Uhuuuul!! Não é legal? (Tá certo, eu sou muito o nerd das finanças e acho isso mega legal…)


Mas, pára pra pensar, você, meu amigo endividado; você, minha amiga com nome sujo; você que está com medo de atender ao telefone porque acha que qualquer número desconhecido é cobrança: este tipo de coisa não é legal? É A-N-I-M-A-L! Sabe aquela besteira que você fez e entrou em uma enrascada? É uma ótima chance de você começar a entrar de novo nos trilhos. 


E, não, isso não é sonho. É o SERASA Limpa Nome. Ele tem sua versão online, mas a versão que descrevi acima é real - acontece no Largo da Batata, no bairro de Pinheiros, São Paulo/SP. Não tem desculpa, gente - quem é de SP e gosta de contato cara-a-cara, vai pra lá! Quem não é de SP ou é tímido (como eu), vai pelo online. O importante é AGIR - tome a rédea e não deixe a dívida dominar você!


O mutirão da SERASA (e não ganhamos nada dela para falar disso!) acontece dos dias 11 a 17 de novembro, online e presencial (das 08h00 às 18h00). São várias empresas, dentre elas bancos, empresas de recuperação de créditos, universidades e faculdades, operadoras de telefone fixo e celular… tem para todos os gostos! E os descontos, ahhh os descontos… podem chegar até 98%... Que maravilha!


É uma grande oportunidade, mas não a única. Sempre tente renegociar, brigar pelo que é seu, e cumprir o prometido. Na maioria das vezes, a dívida é por algo que nós mesmos fizemos - compramos mais do que poderíamos e colhemos o que plantamos. Assumindo a responsabilidade e correndo para o credor, fazemos o que é justo e ainda conseguimos nos preparar para a próxima fase de nossas vidas, sem as dívidas. 


Se você não tem grana para quitar, comece a juntar; a SERASA faz este mutirão todo ano. Os credores estão loucos para receber, mesmo que menos que o devido. São duas as coisas mais importantes: (1) querer resolver esta “doença” das suas finanças e (2) correr atrás do credor e negociar muito. 


Depois disso resolvido, vai sobrar espaço no bolso e, mais importante ainda, na sua cabeça, para os próximos passos da sua vida e das suas finanças. Além, é lógico, de não ter mais medo de atender o telefone por causa das cobranças - na minha opinião, essa paz de espírito não tem preço.


Contem pra gente - que acham? Já participaram? Ficaram animad@s para ir? Quais outras formas vocês usam para negociar suas dívidas? Se quiserem comentar, perguntar ou gritar por socorro, é só escrever pra mim!


Um grande abraço,

Alexi Atchabahian, voluntário da Bem Gasto

alexi.atchabahian@gmail.com




103 visualizações