Blog Bem Gasto

Moeda também é dinheiro


Sabe aquela grande faxina de fim de ano? Pois é, eu também coloquei a casa “pra baixo” e, entre a papelada inútil, roupas que não servem e remédios fora de validade, encontrei um montão de moedas!


Elas estavam esquecidas nos cantos de gavetas, armários, caixinhas (essa mania de caixinha ainda me causará problemas), bolsas sem uso, casacos que seriam encaminhados para a lavanderia. Tinha moeda perdida até nas sacolas retornáveis e no cesto de roupa suja.


Hora de contabilizar o resultado da coleta: R$ 37,05.


Para muita gente, R$ 37,05 parecem uma bobagem, mas no último fim de semana esse dinheiro serviu para pagar a maior parte das compras da feira. Alguns comerciantes, aliás, ofereceram presentinhos em troca daquele monte de metal: de uma banca, ganhei uma manga extra; de outra, a dúzia de bananas virou 15 unidades.


Não fique com preguiça ou vergonha de usar suas moedas para fazer compras. Elas podem fazer uma grande diferença para o comércio, que vive reclamando da falta de troco. Algumas lojas e restaurantes fast-food oferecem guloseimas gratuitas para quem troca uma determinada quantia em moedas. Você ajuda o dinheiro a circular e, no mínimo, ganha um sorriso de agradecimento!


Nada de deixar seu dinheiro parado por aí. Ele não serve para nada dentro da gaveta.

Patricia Nakamura é jornalista e voluntária do Bem Gasto.

https://www.linkedin.com/in/patricianakamura/




0 visualização