Blog Bem Gasto

Não tenha vergonha de pechinchar – e outras dicas de compras

Tenho dois cunhados queridos – um é marido da minha irmã e o outro é irmão do meu marido. Em algumas ocasiões tive que acompanhá-los durante as compras e, confesso, foram momentos exasperantes para mim.


Morria de constrangimento e de impaciência ao vê-los chorando com o vendedor para obter descontos – não importando se era um liquidificador, uma caixa de ferramentas ou um carro.


“Mas eles nem precisam disso”, eu costumava pensar, louca de vontade de ir embora.

Mas para eles, a negociação fazia parte do ritual de compra, do qual saíam com o produto e descontos debaixo do braço.


Ou seja, era eu que estava pagando o mico, e muito caro, só por causa da vergonha em pechinchar. Agora, faço parte com orgulho do time dos chorões.


Portanto, deixe a vergonha de lado. Afinal, o "não" você já tem. Quer começar a pechinchar? Confira algumas dicas aqui e adote já nas próximas compras:


- Pesquise: entre nos sites das lojas e anote os preços; use essa lista para comparar com os valores praticados nas lojas físicas;

- Ligue para os Televendas das redes; não raro, elas cobrem ofertas da própria loja física e do site;

- Jamais adote uma postura esnobe com o vendedor: cordialidade é de graça e pode render um descontinho;

- O vendedor sabe até que ponto pode ceder no preço sem sacrificar a comissão;

- Vá às compras com calma e evite fins de semana. Com a loja vazia, você terá mais atenção;

- Fique de olho em inauguração de lojas; várias redes fazem promoções nessas datas para atrair nova clientela;

- Compras à vista costumam ter mais descontos. Mas não custa perguntar, antes de concluir a operação, se aquele valor pode ser dividido no cartão (às vezes funciona!);

- Seja flexível: o vendedor pode oferecer um produto de uma marca que não é a de sua preferência, mas que tem os mesmos recursos do seu objeto de desejo, e o melhor, por um preço mais em conta;

- Grandes compras costumam gerar mais abatimentos. Se possível, espere para renovar móveis, roupas e eletrodomésticos de uma tacada só (claro, vá se preparando financeiramente para isso!) e concentre a aquisição em poucas lojas;

- Se você precisa do item com uma certa pressa, verifique entre seus amigos e parentes se tem mais alguém com intenção de comprar algo. Cheguem juntos à loja e que os jogos comecem!


Faz um tempo, a máquina de lavar pifou e a TV estava bem velhinha lá em casa. Fomos às compras na companhia do cunhado-irmão-do-marido, que também precisava comprar uma TV. Sem brincadeira, toureamos o vendedor por três horas (falei que tinha que ter calma!!) até que por pena ou por estar de saco cheio da gente, fez um desconto grande na compra e ainda nos presenteou com uma TV de 26 polegadas. No fim, cunhado ficou com a TV, fizemos um cálculo maluco-mas-justo em relação ao valor total da compra e meus novos trambolhos saíram ainda mais baratos!


Portanto, planeje bem suas compras, leve paciência e bom humor com você. O bolso agradece!


Patrícia Nakamura, jornalista e voluntária do Bem Gasto

https://www.linkedin.com/in/patricianakamura/

71 visualizações