Blog Bem Gasto

Qual a diferença entre investimento e especulação?

Recentemente vimos mais uma pirâmide financeira ruir – a Forex deu calote em mais de 740 mil pessoas que acreditaram na promessa de ganhos bem acima do mercado.


Então, senti a necessidade de vir aqui explicar a diferença entre investimento e especulação. Sim, são coisas distintas e você pode fazê-las, desde que saiba regular o tamanho de seus passos.


O que é um investimento? E especulação?


Eu considero investimento tudo que está no seu nome e pode gerar uma renda a longo prazo - qualquer coisa que você faça no curto prazo pra mim é especulação.Comprar um imóvel hoje pra vender daqui um ano, comprar carro hoje pra vender daqui 6 meses, colocar dinheiro numa empresa de capital fechado que opera para você, tudo isso é especulação.

Especulação é crime? Não. Posso especular? Pode, desde que você saiba o que esta fazendo.


O que é curto prazo e o que é longo prazo?


Longo prazo são pelo menos 10 anos de investimento. Sei que no Brasil é dificil enxergar um horizonte longo assim, mas vou ensinar um a conta simples pra você entender se seus investimentos estão indo bem:


Pega a inflação do ano e soma 6% em cima; se seus rendimentos anuais estão seguindo esta métrica (hoje com inflação de 4%, esta conta daria 10% ao ano) estão no seu nome em um ativo que você comprou numa corretora de valores, você está investindo. Se seu dinheiro está no nome de outra pessoa que faz o trabalho pra você, seu dinheiro está na especulação.


Quer exemplos de investimentos? Tesouro Direto é um investimento de renda fixa de longo prazo, se você carregar por 10, 20 anos vai ver o resultado. Se você colocar hoje e sacar daqui um ano você não vai ver quase nada de juros. É possível especular com Tesouro Direto com a queda da taxa de juros? Sim, mas não é este o propósito do Tesouro.


Ações são investimento? Se você comprar hoje uma ação depois de ter estudado o mínimo sobre a companhia (tempo de vida, dividendos, tamanho da dívida sobre o patrimônio líquido, liquidez) com a ideia de levar o papel por 10 anos é investimento- você é realmente sócio do negócio. Se você comprar hoje, pensando em vender amanhã, ou daqui um ano, você está especulando, pode dar certo ou errado - mas o risco de dar errado aumenta exponencialmente.


O que eu faço então?


Descubra seu perfil de investidor. Se você for conservador, independente da idade, nunca coloque mais do 5% do seu patrimônio em especulação; se você tiver um perfil moderado, coloque no máximo 10% em especulação; e se você for jovem e tiver um perfil agressivo não coloque mais do que 20% do seu dinheiro em especulação.


Resumo da Obra:


Investimento: Está no seu nome, é um ativo de renda fixa ou renda variável que você comprou através de uma corretora de valores e que pretende carregar por pelo menos 10 anos.


Especulação: Pode ser um ativo comprado em uma corretora com a intenção de vender a curto prazo, empresas que captam seu dinheiro pra operar no mercado pra você, fundos de investimentos sem registro na CVM, primo trader que fez curso online, tudo isso é especulação e tem um risco gigantesco.


Thalys Barauna é professor da Bem Gasto há um ano, possui certificação de ANBIMA e trabalha num fundo de investimento com especulação.




57 visualizações